Toda nudez será perdoada! da série voyer, vol 03 - 🧡 MÍNIMO AJUSTE: Da série toda nudez será colorida

Toda nudez será perdoada!  da série  voyer, vol 03

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez Toda nudez

na Toda a Nudez Será Perdoada! (TV Episode 2015)

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez Praia de

Falada Noite: Toda Nudez Será Perdoada

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez Acredita na

Toda a Nudez Será Perdoada!

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez

Da série 03 toda vol voyer, perdoada!   será nudez

Estamos vivendo um momento de aridez intelectual.

  • .

  • Não dormes com homens feios, mas hoje vais abrir uma excepção Oh Jane, estou em fogo Estou em fogo por ti Eu normalmente não ardo Sou naturalmente cool Mas por ti eu ardo Oh deus eu ardo por ti, oh tea Oh Jack, estou em fogo Estou em fogo por ti Eu normalmente não ardo Sou naturalmente cool Mas por ti eu ardo Oh deus eu ardo por ti, oh tea Do Texas ao Colorado Vai um grande oleoduto Sobre o Deserto Navarro explode Crude, branco e bruto Se vieres, é bom que chegues em sonhos Ou então no Inverno como um banco de nevoeiro Que sejas ténue, discutível que existas Trespassável pela luz e mal falar consigas Que dances para que se faça chuva E que a chuva leve esta cidade Este lar e esta jaula desta humanidade Comove-me Leva me às lagrimas Rasga-me a pele, arranca-me a carne E ao acordarmos, na primeira manhã do mundo Dinossauros voando sobre as nossas ruínas Esquecidos, do nome de tudo Arranhando nas rochas estampas finas Com mãos e pés só pra nos dois Mãos e pés só de nós dois Frio, fome, sorte ou morte Comove-me Leva me às lagrimas Rasga-me a pele, arranca-me a carne Comove-me.

Perdão pelas conjurações imaginatórias com as que brotam aos 18.

  • Rita ò Rita Todo o homem português, deveria namorar contigo um mês Em serviço, ao exército sentimental nacional Cavar trincheiras Ficar duro ao beijar As quinas das bandeiras Dormir sobre o frio colmo e amar-te via síndrome de Estocolmo Em Setembro em Monsanto No jantar de agrupamento Toda a gente, toda a gente, toda a gente, Lembra-se de ti Há lá melhor momento Que um jantar de camaradas Vinho, risos e presunto E o silêncio.

  • Perdão pelo escurecer da alma e o clarear profano do desejo humano.




2022 pics.ctitv.com.s3-website-ap-northeast-1.amazonaws.com Toda nudez será perdoada! da série voyer, vol 03